Aécio Neves 2014: Dilma só se reforça com rancor de ala tucana

Quando surge um presidenciável temível, a oposição se desespera!

Aécio Neves 2014: Dilma só se reforça com rancor de ala tucana

Aécio Neves: 2014

Aécio Neves 2014: Dilma e PT vão ganhando votos e popularidade a cada declaração de foguistas que atiçam o rancor dentro do PSDB

O projeto “Aécio Neves 2014” tem provocado sentimentos distintos a cada dia que ganha mais força no cenário político. Entre os adversários, uma reação normal de medo demonstrada na tática dos petistas de desqualificar a pré-candidatura do senador mineiroà Presidência da República. Nas ruas, uma atenção especial, já que a população começa a vislumbrar a formação de uma candidatura disposta a apresentar um projeto de governo alternativo ao do PT.

Porém, chega a ser inacreditável o sentimento que o assunto gera em uma pequena ala ligada ao PSDB que não admite uma renovação das lideranças do partido e tampouco percebe que a tentativa de insistir em sua forma de atuar completa 10 anos com seguidas derrotadas não só eleitoreiras, mas de imagem frente à população. Exemplos são diversos como as eleições presidenciais de 2002 e 2010 e a boicotada candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à Prefeitura de São Paulo em 2008, quando esta ala optou por abandonar o candidato tucano e, na surdina, turbinou a reeleição do então prefeito Gilberto Kassab, naquela ocasião, ainda filiado ao DEM.

Desde 2009 – o mesmo faz agora visando 2014 – Aécio Neves tem corrido o país com o intuito de resgatar as bandeiras históricas do PSDB. Tem colocado a serviço do partido todo o seu dom de aglutinar diversas correntes políticas em torno de um projeto de governo. E, para o deleite do PT, tem sido atacado inacreditavelmente por cronistas e blogueiros ligados a uma facção do PSDB que ainda não se livrou do rancor eleitoral que tem nutrido as seguidas vitórias petistas desde 2002. Ao contrário, eles trabalham como verdadeiros foguistas, jogando lenha na caldeira que faz a nau tucana seguir a direção que o principal adversário – o PT – quer.

A última ação comemorada ao extremo pelos petistas foi a “inocência” desta ala do PSDB que tentou desmerecer a postura de Aécio Neves na eleição do novo presidente do Senado. Cronistas e blogueiros ligados a esta facção rancorosa se juntaram aos petistas, como o ex-ministro José Dirceu, e engoliram a ilação de que Aécio Neves foi omisso durante a movimentação contra a candidatura de Renan Calheiros (PMDB).

Assim como o mensaleiro José Dirceu, blogueiros ligado a esta ala do PSDB ignoraram o fato de Aécio Neves ter sido o primeiro líder tucano a dar uma declaração pública contra a candidatura de Renan; ter defendido a tradição do Senado onde a maior bancada indica o presidente, sendo que para isso, fez um pedido pessoal a Pedro Simon (PMDB) para que se candidatasse e, mesmo depois da eleição, ter apoiado o paulista Aloysio Nunes como o novo líder do PSDB na Casa.

Não seria correto afirmar que estes cronistas e blogueiros são articulistas de um boicote interno ao processo de renovação do PSDB, mas fato é que cada movimentação deles corresponde a proporcional e imediato crescimento da popularidade da presidente Dilma.

Neste momento, a fogueira de rancor tem sido a maior aliada do PT e a deixa no ar a suspeita de uma desprezível articulação por um boicote interno ao projeto “Aécio Neves 2014”.

Anúncios
Esse post foi publicado em Política Brasil. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s