2014: Diga-me com quem andas que ti direi quem és

A largada da corrida presidencial foi dada. Prematuramente, mas nem por isso devemos deixar de acompanhar.
Na ultima segunda feira, 25 de fevereiro, o ex-presidente Fernando Henrique esteve em Belo Horizonte para uma série de seminários do programa Minas Pensa Brasil, com o intuito de debater questões sobre a política do Brasil.
 
Registro para o que o ex presidente do Brasil disse no evento: a presidente Dilma  é “ingrata” e o PT “usurpou” o projeto tucano de governo.
A declaração foi uma resposta à recente afirmação de Dilma de que o governo petista, iniciado com Luiz Inácio Lula da Silva, “não herdou nada” da gestão do PSDB.
Aspas pra FHC: “O que a gente pode fazer quando a pessoa é ingrata? Nada. [A pessoa] Cospe no prato em que comeu”, disse o ex presidente Fernando Henrique ao ser questionado sobre o discurso de Dilma feito no mesmo dia em São Paulo acompanhada de Lula e Dirceu, sim aquele Dirceu, num palco montado para comemorar os dez anos da chegada do PT ao Planalto.
Muito se foi falado sobre como o ex presidente passou do tom e a mídia o criticou por tal atitude. Entendi como uma resposta diante de tamanha soberba petista.
Outro dia quem estava em cadeia nacional vestida de vermelho separando os brasileiros entre “nós” e “eles” em algo próximo de um pronunciamento não foi FHC e sim Dilma.
Dilma vem subindo no salto para falar de seu governo. Esquece que não haveria avanços sem a estabilidade conquistada no governo Fernando Henrique. Falta autocrítica para falar também dos grandes equívocos do PT nesses dez anos.
FHC foi enfático disse que o PT “usurpou” o projeto tucano que começou a ser implantado em seus mandatos. “O que aconteceu no Brasil foi usurpação de projeto. Só que como ele é usurpado, não se faz direito. Vai e vem, recua. Não tem coragem de dizer que vai privatizar”, disse o ex presidente.
A intervenção do governo petista passou a ser norma, sufocamento dos municípios e estados alem da utilização das bolsas família e escola entre outros “incentivos” com instrumentos de manipulação.
Vale a lembrança de que a pouco menos de um mês o senador Aécio neves fez um discurso listando alguns fracassos do PT no governo entre eles a desaceleração do crescimento do PIB no ano passado; paralisia de ações de infraestrutura; queda no crescimento da indústria brasileira, desaceleração de criação de postos de trabalho; inflação acima do centro da meta definida pelo Banco Central; perda de credibilidade do país com “malabarismos fiscais e contábeis”; queda no valor da Petrobras e estatais; insuficiência na produção de combustíveis; risco de apagão e por ai vai.
Ao lado do senador Aécio neves, FHC afirmou que “não é necessário” lançar a candidatura, mas adiantou que ela está sendo “construída”. “Quanto ao que penso do senador Aécio, é conhecido”, disse o ex-presidente, que em dezembro já havia defendido o nome do mineiro para a corrida presidencial.
São então apresentados os dois principais candidatos à presidência do Brasil.
Isso é apenas o começo de uma corrida eleitoral, Dilma subindo no palanque ao lado de Lula, Dirceu e companhia e Aécio Neves ao lado de FHC.
Agora, cabe a você tirar suas próprias conclusões!
Fonte: J.juca
Anúncios
Nota | Esse post foi publicado em Política Brasil. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s