Coreia do Norte pede a países que esvaziem embaixadas em Pyongyang

O regime da Coreia do Norte recomendou nesta sexta-feira a desocupação de todas as embaixadas existentes na capital Pyongyang, em meio a uma escalada de tensão com a Coreia do Sul e com os Estados Unidos. Entre os países notificados estão o Brasil, o Reino Unido e a Rússia, além da China, que é a principal aliada do regime.

Provocações se intensificam; veja cronologia

No comunicado, Pyongyang informou que só pode garantir a provisão de apoio logístico para a retirada de diplomatas do país até o próximo dia 10, quarta-feira.

Fontes diplomáticas afirmam que o movimento pretende assegurar o cumprimento da Convenção de Viena, segundo a qual o país que hospeda embaixadas precisa zelar pela integridade delas e dos diplomatas.

Consultado, o Itamaraty informou que ainda não está confirmado se a missão brasileira acatará a recomendação de Pyongyang e deixará a capital.

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil registra a presença de apenas cinco cidadãos brasileiros na Coreia do Norte, país que enfrenta uma escalada de tensão frente à vizinha Coreia do Sul e aos Estados Unidos.

Os brasileiros são o embaixador Roberto Colin, a mulher dele, o filho do casal e um funcionário administrativo da embaixada, além da mulher e da filha do embaixador da Palestina.

PROVIDÊNCIAS

Mais cedo, o chanceler russo, Sergei Lavrov, informou que todas as embaixadas foram comunicadas, e que está tentando esclarecer a situação. “Fizemos várias perguntas que neste caso eram necessárias fazer para nossos vizinhos norte-coreanos”.

Os russos foram os primeiros a comentar o assunto. O porta-voz da embaixada russa em Pyongyang, Denis Samsonov, disse à agência de notícias Interfax que o corpo diplomático recebeu visita de representantes norte-coreanos, que fizeram o pedido ante o agravamento da tensão na península coreana.

Pouco depois, a agência de notícias chinesa Xinhua diz, citando fontes não identificadas, que o pedido foi feito a todas as delegações estrangeiras com embaixadas no país. A informação ainda não foi confirmada pelo governo norte-coreano.

Anúncios
Nota | Esse post foi publicado em Mundo, Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s