EUA: guerra no Afeganistão tem reprovação ainda maior que a do Iraque

O número de norte-americanos que apoia a guerra no Afeganistão caiu para 28%, de acordo como uma pesquisa da ABC poll em parceria com o jornal Washington Post publicada na última sexta-feira (26/07). Esse é o menor percentual de suporte da população dos EUA para uma intervenção militar no Oriente Médio nas últimas décadas.

Agência Efe

Aparato militar em solo afegão: gastos com a guerra desagrada maioria dos norte-americanos

Nem mesmo a guerra do Iraque, que enfrentou grande oposição popular – a reprovação transitou entre 55% e 60% desde 2003 -, teve um número tão baixo quanto esse. Cerca de 67% dos norte-americanos acreditam que a guerra em território afegão não é correta.

A queda no apoio foi sentida sobretudo entre os republicanos. Há três anos, 69% das pessoas vinculadas ao partido apoiavam a intervenção militar.Atualmente, 51% são contrários às operações no Oriente Médio – no Afeganistão, em particular. No entanto, entre democratas e independentes (pessoas que costumam votar pelos dois partidos majoritários) o indíce de reprovação continua maior – 74% e 71% respectivamente.
A explicação para queda de apoio, dizem especialistas, é o alto custo — assim como a inflação — das operações em territótio afegão pagos com dinheiro público. Além disso, existe um fator inusitado: a aprovação da população depende das estações do ano — sobretudo no verão e inverno. “As ações costumam acontecer no verão, despertando mais interesse da população. Durante o inverno, sem notícias de avanços, as pessoas só enxergam os gastos da operação”, argumentam os pesquisadores da ABC Poll.

Cerca de 43% dos norte-americanos acreditam que a guerra no Afeganistão contribuiu para a segurança nacional dos EUA. Foi a primeira vez que número esteve abaixo dos 50%. O ponto alto da operação foi conquistado nos primeiros meses da administração Obama, quando o então presidente eleito anunciou o retorno de mais de 53 mil soldados aos EUA.
Agência Efe

São milhares de norte-americanos em missão no Afeganistão

No entanto, a grande maioria – cerca de 90% – afirma que apoiaram a decisão do governo George W. Bush em invadir o Afeganistão. O longo tempo do conflito além dos gastos públicos foram desmotivando a população. A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 21 de julho e escutou mais mil adultos nos EUA. A margem de erro é 3,5 pontos percentuais para mais e para menos.

Anúncios
Nota | Esse post foi publicado em Mundo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s