Assad adverte sobre risco de guerra regional em caso de ataque à Síria

O ditador sírio, Bashar al-Assad, advertiu contra o risco de uma guerra regional em caso de intervenção dos Estados Unidos e países aliados no país. A missão militar é defendida pelo presidente Barack Obama como uma retaliação ao suposto ataque químico, em 21 de agosto.

Caso aconteça, a intervenção será uma retaliação ao regime de Bashar al-Assad, a quem acusa de ter feito um ataque químico na periferia de Damasco, em 21 de agosto. Para os americanos, a ação deixou 1.429 mortos, sendo 426 crianças. Se confirmado, será o pior incidente com armas químicas em 25 anos.

Em entrevista ao jornal francês “Le Figaro”, publicada nesta segunda-feira, Assad afirmou que o Oriente Médio é um barril de pólvora e que o fogo se aproxima, em referência à expansão do conflito no país para outras áreas da região.

“O Oriente Médio é um barril de pólvora e o fogo se aproxima. O risco de uma guerra regional existe. Não temos que falar só da resposta síria, mas também o que poderia acontecer após o primeiro ataque. Ninguém sabe o que aconteceria. Todo mundo perderá o controle da situação quando o barril explodir”.

O mandatário voltou a desafiar os Estados Unidos, a França e outros países a apresentarem provas de que ele usou as armas químicas. “Desafiamos os Estados Unidos e a França a aparecer com um pedaço sequer de prova. Obama e Hollande têm sido incapazes de fazer isso”.

Ele voltou a negar qualquer participação nos ataques químicos e disse ser ilógica a acusação de uso de armas químicas. “Suponha que os nossos militares quisessem usar armas de destruição em massa: é possível fazê-lo em uma área onde eles próprios foram feridos por elas? Onde está a lógica?”.

E criticou o governo francês por seu apoio aos rebeldes. “Qualquer um que contribua para o reforço financeiro ou militar dos terroristas é inimigo do povo sírio. Se as políticas do Estado francês são hostis ao povo sírio, o Estado será inimigo”, afirmou. “Haverá repercussões, negativas é claro, sobre os interesses franceses.”

Anúncios
Nota | Esse post foi publicado em Mundo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s